DEPRESSÃO ( DESISTENCIA)

Numa manhã ensolarada de domingo, Raquel acordou muito estranha! Tudo parecia tão sombrio! Há algum tempo, já vivia angustiada! Nesse dia tudo estava mais intenso, talvez pelos últimos acontecimentos…Estava atravessando uma crise brava no seu casamento com Eugênio, com quem tinha quatro filhos homens e também com o seu amado  caçula envolvido em drogas. Ela, uma mãe muito sensível, sofria  demais com toda essa situação, sentia-se impotente e cheia de culpas! Naquele dia, quando conseguiu sair da cama, depois de muita resistência, foi até a cozinha pegar um copo de água e percebeu a casa totalmente vazia, “assim como seu coração”! Esse quadro pegou fundo! Pensamentos confusos surgiram em sua mente! Sensações assustadoras acompanhadas de muito medo e insegurança e de uma vontade enorme de fugir de tudo isso. Outro “detalhe”, estava num momento  hormonal complicado, “( menopausa é um divisor de águas na vida de quase toda mulher)”, o físico e o psicológico podem ficar alterados. É necessário muitas vezes buscar formas de tratamentos para causas e sintomas entre esses dois pólos. Raquel até que estava tentando administrar a situação do seu jeito, mas ainda assim se sentia muito sózinha e carente! Seu marido Carlos, não tinha sensiblidade suficiente pra perceber o momento difícil pelo qual ela passava. Ele também já   não demonstrava mais nenhum tesão por ela! Essa sensação de abandono junto ao desiquilíbrio psico-físico, foi fazendo aumentar um desespero muito grande, tirando-lhe a  vontade de viver! Naquele domingo”ENCONTROU A SOLUÇÃO”! Calmamente foi pendurar roupas lavadas no varal, em seguida foi até a cozinha fazer um café fraco. Foi colocar seu vestido preferido e com pequenos passos voltou para o seu quarto! Arrumou, sem pressa  a colcha branca sobre a cama, foi até a cômoda e pegou os comprimidos inimigos que a fariam” dormir pra sempre”! Nesse momento certeiro. o seu caçula chegou em casa esbaforido, chamando por ela!.Entrou no quarto falando ofegante:-Mãe, vim te buscar! Vamos pro sítio! Todos estão te esperando, MÃE! ANDA MÃE!