CORAÇÃO CONFUSO (CONFLITO)

Sílvia chegou em meu consultório, ansiosa, ofegante, com uma enorme necessidade de se expressar! Mal sentou no divã e desabou num  desabafo intenso! Em seu relato dizia estar prestes a ter um ataque de nervos! Não conseguia entender a confusão em que se sentia. Tinha procurado terapia, indo buscar forças pra reconhecer o que precisava ser mudado. Falando de suas queixas, trouxe um marido sem sensibilidade suficiente, pra ser o seu companheiro de verdade! Alex, esse era o seu nome, segundo ela, não a respeitava nem a valorizava. Ao mesmo tempo dizia ainda ser apaixonada por ele. “CONFLITO INSTALADO”! Se sentia sem identidade nesse relacionamento! O grande medo era não saber se conseguiria viver sem o seu ” grande amor”! Enquanto dizia isso, tinha as seguintes expressões: ” Quero liberdade de escolha para uma vida saudável”!”Consigo sim, não vou me submeter ao ego de Alex! -“Meu Deus estou tão confusa”! ” Quero romper barreiras emocionais, desconstruir humilhações, frustrações”!” Sera que é possível conciliar”? Será que meu casamento ainda sobreviverá? Será que valerá a pena?… Acho também que tenho meus erros! Tenho que considerar isso! Não reconheço mais minhas escolhas! O ser humano me assusta! Ser sincero e leal é para poucos! Alex me assusta! Pensando bem o dinheiro pode ser o grande vilão desta história toda. As coisas começaram a mudar a partir da busca desenfreada em ganhar cada vez mais!  Meu marido foi se tornou mais insensível e rígido! Parece que pra ele tudo ficou em segundo plano, até nosso casamento! Ele diz que estou louca, maluca! Que me ama loucamente! Que precisa ganhar muito pra nossa segurança na vida! Que segurança é essa que destroi a relação de confiança e parceria? Que aniquila o tesão e o companheirismo? Bem, quero fazer algo por mim. Acho que terei que rever meus valores e sentir o que posso e devo fazer pra melhorar o meu coração. Não quero continuar cobrando o preço de uma antiga traição! Assim Silvia tentou expôr a confusão que  estava consumindo sua energia e desestabilizando seus dias!

FELIZ ANIVERSÁRIO ( AUTO -ESTIMA)

Fazer aniversário não é tão simples assim! É um dia muito intenso dentro da gente! Parece que algo está mexendo nas entranhas. A sensação é que tudo aumenta! Cada olhar, cada gesto, cada suspiro… E os telefonemas? Nossas vozes internas estão de prontidão, a qualquer momento podem entrar numa explosão de sentimentos. “Ontem eu nasci”! Estou ainda nessa dimensão energética! Percebo claramente que o importante pro coração é sentir o amor de quem amamos. Assim,  o coracão  se acalma e o sutil se anuncia! O dia do aniversário é revelador! Ontem foi um divisor de águas! Gosto do sabor da descoberta, algo sempre nasce e algo sempre pode morrer! Amar e ser amado, ou talvez não ser amado! Conflito eterno do humano. No dia do meu aniversário nasci! Recebi flores em vasos. Estão muito vivas, só preciso cuidar delas…

GOTA D’AGUA (STRESS)!

Tomo um gole de água lentamente, tentando  me acalmar. Estou com o sangue fervendo, ufa! Parece que a pele queima! Água nesses momentos faz a diferença! Às vezes nem percebemos o quanto estamos no limite! O que nos indica é um mal estar orgânico ou uma explosâo repentina. Esses estados extremos são indicadores de desiquilíbrio energético. A vida é como uma escola, temos que receber as lições e exercitá-las. Só assim se amadurece! O problema é que vivemos no imediato. Na maioria das vezes, isso desqualifica nossas aquisições! Sentir, elaborar e expressar é o segredo da integração  psíquica. Acho que a arrogância não está permitindo que eu enxergue com clareza  o meu ponto de equilíbrio. Já sei: – Vou me alongar, respirar e tomar muita água! Soube que isso faz verdadeiros milagres! Talvez com o corpo mais relaxado, minha alma possa compreender os seus mistérios  e não busque caminhos que provoquem tanta dor e solidão!

CAMINHAR (REFLEXÃO)!

Sentada num sofá branco, meio envelhecido pelo tempo, estou tentando pontuar a vida! Sei lá! Os pensamentos em turbilhão! Até parece que a cabeça cresceu! Sinto como se tivesse envelhecido muito de repente! Encontro dificuldades em expressar os pensamentos, eles parecem embolados. Dou um tempo! Tomo um copo d’água, respiro fundo, algumas vezes, e volto a me concentrar. Tenho que retomar o foco! Repensei o que havia iniciado e cheguei no sentido do “Caminhar pela vida”. Nossa! Quantas imagens e tons coloridos se  acenderam em meus sentidos! Enfim os sentidos me deram a percepção do que busco. Entendi que dinheiro é necessário na medida exata do prazer e das necessidades básicas. Ele não pode ter o poder de abafar os meus desejos! Esse caminho é muito difícil,! Sabemos como  a sociedade o valoriza e o coloca num pedestal. Ele significa “poder!, Compra quase tudo, menos a  felicidade! A minha felicidade  vai depender de arregaçar as mangas, encher os pulmões e iniciar o caminho da “construção dos sonhos”! Só de imaginar me arrepio toda! Principalmente a perna esquerda, não sei porque!!! Será porque sou canhota? Será por ser o meu lado mais agressivo? Não importa! Lembrei que sinto isso todas as vezes em que estou muiiiiito feliz!