O CARRASCO! (IDENTIDADE ANULADA).

Existem vários tipos de caracteres que podem determinar comportamentos em uma pessoa. Por isso, os relacionamentos humanos se tornam tão complicados. Dependendo de quem escolhemos, podemos nos tornar “escravos dessa escolha”. Consciente ou, pior ainda, inconscientemente. Esses traços, muitas vezes, não são fáceis de se perceber. Estão encobertos por atitudes que seduzem e enganam o outro. Até o próprio portador pode não reconhecer as dimensões de suas neuroses e traços patológicos. As defesas das neuroses, popularmente, são batizadas com nomes disfarçados. Muitas vezes enfeitados de laços cor de rosa! “Nossa, Elisa é perfeita, nunca erra”! Enganam bem. Tudo que é exagero, não é natural! A maioria das pessoas desequilibradas não se sente assim. Assume que esse é o seu jeitão! Vão construindo e somando novas neuroses  através de relacionamentos doentios. Tem muita necessidade de se auto-afirmar e por isso funciona como um trator. Detona o outro com exigências e críticas absurdas. Muito controle. Isso fortifica e lhe dá imenso prazer. É uma forma de se proteger da sua “miséria emocional”, escondida nos escombros de sua história. Existem traços neuróticos em vários graus. Do imperceptível ao grau extremo! Na nossa sociedade é praticamente impossível não se ter algum tipo de neurose. A vida social, nos dias de hoje, estimula exageradamente o indivíduo. Nível de stress intenso! Despersonaliza! Fica muito complicado não se desestabilizar energeticamente. Fora as mazelas emocionais e as rupturas familiares, tão em moda atualmente. Acrescentem-se tantos conflitos e decepções. Quanto maior o acúmulo desses aspectos maior descompensação. Essa situação toda tem uma relação, também, com a qualidade energética que a pessoa trouxe de sua carga genética. A soma desses fatores pode refletir num indivíduo mais ou menos equilibrado. Os recursos para administrar saudavelmente essas angústias vão depender do resultado dessa soma.  Quando nos apaixonamos, estamos contactando apenas o lado visível, o idealizado. Na verdade, sem  saber, estamos assumindo o pacote emocional completo da vida emocional do amor escolhido. Com o passar do tempo e na convivência, as máscaras vão caindo.  A pessoa vai se desnudando lentamente e, algumas, abruptamente. Com esse desnudar, esses aspectos, que descompensam, vão intoxicando a relação. A paixão que a gente julgava ser amor, vai se transformando em um tormento contínuo e avassalador, assim que as neuroses mais profundas emergem. “O príncipe vira sapo”! De início, muitas vezes, fechamos os olhos. Não queremos admitir essa realidade destruindo os sonhos que embalaram tantos momentos mágicos. Considerando também que as nossas próprias neuroses se chocam com as da pessoa com quem convivemos. Essa explosão de reações detonam o encanto e a saúde como um todo.  Submeter-se é anular a própria identidade. Reação sem medidas, “explosão à vista”! Saber administrar no limite do equilíbrio saudável é o recurso mais indicado para tentar se auto-afirmar e resgatar o respeito imprescindível para o bom viver. Isso deve ser trabalhado no início do relacionamento. A cada manifestação de uma atitude que agride ou invade, pontuar. Saber ouvir. Expressar. Sentir se o momento comporta uma “discussão”, ou postergar para quando a poeira tiver abaixado. Sofrer ou ser feliz? Depende de cada um de nós. Do cultivo da inteligencia emocional que ajuda a enxergar o norte. Fazer  as pazes  com o nosso lado saudável requer reflexão e auto discernimento. O carrasco mora dentro de cada um. Desmascare-o. “FAÇA-O SORRIR”!

22 comentários em “O CARRASCO! (IDENTIDADE ANULADA).”

  1. My brother recommended I may like this blog. He was once entirely right. This publish truly made my day. You can not consider just how a lot time I had spent for this information! Thanks!|

  2. Having read this I believed it was really informative. I appreciate you taking the time and energy to put this article together. I once again find myself spending a lot of time both reading and commenting. But so what, it was still worth it!|

  3. Write more, thats all I have to say. Literally, it seems as though you relied on the video to make your point. You definitely know what youre talking about, why throw away your intelligence on just posting videos to your blog when you could be giving us something informative to read?|

  4. Hey! This is my 1st comment here so I just wanted to give a quick shout out and say I really enjoy reading through your posts. Can you suggest any other blogs/websites/forums that cover the same topics? Thank you!|

  5. I know this if off topic but I’m looking into starting my own blog and was wondering what all is required to get setup? I’m assuming having a blog like yours would cost a pretty penny? I’m not very web smart so I’m not 100 sure. Any recommendations or advice would be greatly appreciated. Kudos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.